/** * Script para o Google AdSense * */

Uma lesão que acontece a um número elevado de futebolistas e não só.

A pubalgia, dor na região do pubis ou na virilha que impede a realização de movimentos.

Os mecanismos de lesão incluem alterações rápidas de direção, movimentos repetidos de corrida e saltos associados a desequilibrios musculares, traumas diretos, prática desportiva em pisos duros, uso de calçado inadequado e excesso de treino, situações comuns no desporto de competição.

A pubalgia pode ocorrer por uma situação aguda (Pubalgia Traumática) ou por repetições de movimentos com perturbações
do esquema corporal (Pubalgia Crônica). A causa mais comum da dor na virilha é a distensão ou tensão exagerada da musculatura que envolve esta região, abrangendo os músculos adutor longo, reto abdominal, iliopsoas, pectíneo e reto femoral.

Pouca flexibilidade da musculatura da região da anca e pélvis, assim como instabilidade da anca e desequilíbrio muscular entre adutores e músculos do abdomen, também podem contribuir para o surgimento da pubalgia.

Quando a pubalgia tem sua causa na musculatura, o músculo e tendão mais acometido normalmente é o do músculo adutor (porção longa), podendo apresentar uma inflamação crónica ou até uma lesão das fibras (ruptura de uma parte do tendão ou músculo). Outro músculo inflamado é o reto abdominal na porção que se insere no osso púbis. A tensão nestes dois músculos desequilibra a anca, pois o músculo reto abdominal traciona o osso da anca para cima, enquanto o adutor puxa para baixo.

A dor é bem localizada na virilha e pode ser apenas um lado ou os dois, se houver irradiação da dor, o futebolista pode sentir incómodo na região do abdomen inferior, adutores, região genital e lombar, caso haja associação com alterações da articulação sacroilíaca (junção do anca e porção final da coluna).

Quanto mais demorado for o início do tratamento maior será o tempo de recuperação.

O objetivo do tratamento, através da acupuntura consiste na diminuição da dor e a inflamação (utilizando calor e recursos de eletropuntura), aumentar a resistência do tendão ou tendões acometidos, restabelecer o equilíbrio muscular (através de técnicas de alongamento e fortalecimento) e melhorar a estabilidade da anca e da coluna através de Seitai (é uma técnica que era usada no passado pelos samurais para estabilizar as estruturas do corpo).

Nestes casos não é necessário a interrupção dos treinos, mas sim uma diminuição considerável do tempo de treino e a não
realização de alguns exercicios de treino visando preservar o local de tratamento.

O futebol pelo Mundo fora é considerado o desporto rei em que exige forma e flexibilidade para executar arranques rápidos, alterações de velocidade, saltos, fintas, enfim uma panóplia de movimentos. Logo, um bom condicionamento físico torna-se um aspecto obrigatório para quem quer ser um excelente futebolista. Como prevenção poderá fazer Pilates pode ajudar
nesta tarefa e tomar um complexo vitaminico.

Subscreva a nossa Newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações do nosso Centro.

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This